Violência contra um morador de rua

Segue abaixo um exemplo da violência no nosso dia-a-dia, onde a vítima poderia ter sido qualquer pessoa, não importando suas origens, cor da pele, crenças/religião e nem sua orientação sexual.

Em função da condição financeira dos agressores, é provável a impunidade, novamente, sem qualquer relação com a orientação sexual da vítima. Mais um crime lamentável – a lei existe e condena os agressores, a justiça talvez não!

Jovem é agredido ao defender mendigo na Ilha do Governador (03/02/2012) veja tb aqui.

O estudante de desenho industrial Vítor Suarez Cunha, 21, foi espancado na madrugada desta quinta-feira (2), na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro,  ao tentar proteger um mendigo que estava sendo agredido a chutes por cinco jovens. Vítor está internado com fraturas na face em uma clínica particular e terá que ser submetido a uma cirurgia.


Quando Vítor se aproximou dos agressores para tentar evitar a agressão ao morador de rua, começou a levar chutes e socos no rosto e acabou caindo ao chão. O amigo de Vítor, Kléber Carlos Silva, jogou-se sobre ele para protegê-lo.

“Eu ainda reconheci um deles, e disse que a gente estava sempre por lá. Disse que era uma covardia o que eles estavam fazendo. Ainda tentei defender meu rosto com o braço. Até que acabei desacordando”, contou Vítor à reportagem do “Extra”.

Kléber reconheceu dois dos agressores e revelou os nomes aos policiais, em depoimento. Os rapazes negaram as agressões. Os cinco seriam de classe média.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Violência contra um morador de rua

  1. Luciana disse:

    Um belo exemplo de amor ao próximo. Mas, tudo para por ai né?!?!
    E o que aconteceu com o morador de rua? E os direitos humanos ?!?!?
    Precisamos com uma certa urgência rever os valores que estamos passando para os nossos jovens…, e também o que pensamos sobre os valores morais…

  2. washington disse:

    OUTRO GAY ASSASSINADO, SÓ QUE AGORA A ARMA FOI UM MARTELO”

    20/02/2012 13:28 – Com informações de WELLINGTON SILVA- repórter da editora de Grande Recife

    O corpo de um homem, ainda não identificado, foi encontrado na manhã desta segunda-feira (20), no bairro de Cajueiro Seco, em Jaboatão dos Guararapes. De acordo com a polícia, a vítima, que aparenteva ter entre 25 e 30 anos, foi morta a golpes de martelo, na casa de nº 60, na rua São Félix.

    Ao lado do cadáver foram encontradas várias camisinhas usadas, além de um cachimbo utilizado para o consumo de crack e vestígios do entorpecente. A polícia acredita que a vítima era homossexual e conhecia o autor do crime.

    Agentes da Força Tarefa da Capital do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (Dhpp) deram início às investigações que ficarão a cargo dos policiais da Delegacia de Prazeres. A autoria e as motivações que levaram ao crime ainda seguem desconhecidas.

    • Caro washington,

      obrigado pela colaboração. Novamente um crime com mesmas características, camisinhas usadas (fizeram um programa? sexo causual?), drogas, etc. O que será que ocorreu aí? Crime de “ódio”?

  3. Idevam disse:

    Nesse casso os direitos humanos não aparece para ajudar porque para ele os unicos humanos nase triste episódio e os agressores todo mundo sabe que direitos humanos e serve para as vítimas reais so para as minorias que a mídia escolhem como donas de todos os direitos e nenhum dever nem o de falar a verdade

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s